[RESENHA] Dez Formas de Fazer um Coração se Derreter – Sarah MacLean

Ano: 2016

Páginas: 348

Língua: Português

Editora: Arqueiro

Preço Médio: 39,90

Sinopse: Isabel Townsend não é exatamente o que se espera da filha de um conde. Apesar de ter a pele delicada e de saber se portar como uma dama quando necessário, a jovem também monta a cavalo, conserta telhados, administra a propriedade e cria o irmão caçula desde que a mãe faleceu – tudo isso sem despertar a menor suspeita de que não há um homem sequer para cuidar de sua família.
Para o pai dela, que só queria se divertir e gastar dinheiro em jogatinas, pouco importava o que ela fizesse. Porém, quando ele morre, Isabel se vê sem recursos e precisa defender os direitos do irmão, ameaçados pela chegada iminente de um tutor. Assim, não lhe resta saída senão vender sua coleção de estátuas de mármore, o único bem que herdou.
Para sorte sua, um especialista em antiguidades acaba de chegar ao condado. Inteligente e sensual, lorde Nicholas St. John é um solteiro convicto que deixou Londres para se livrar das jovens que passaram a persegui-lo desde que foi eleito um dos melhores partidos da cidade.
Em poucos dias, fica claro para Nick que Isabel é a mulher mais obstinada e misteriosa – além da mais interessante – que já cruzou seu caminho. Ao mesmo tempo, ao conhecê-lo melhor, a independente Isabel percebe que há homens em que vale a pena confiar. Enquanto eles põem de lado suas antigas convicções, seus corações se abrem para dar uma chance ao amor.

É um livro divertido do começo até o fim, Nicholas foi o gêmeo que mais gostei até o momento (sim, ele é irmão gêmeo do Gabriel do primeiro livro da série). O que mais gostei mesmo foi o desenvolvimento dos personagens, as questões em relação a medo, insegurança e segredos foi bem desenvolvido e ao decorrer da leitura você vai evoluindo junto com os personagens e claro que como todo romance de época tem que ter as cenas mais picantes e esse ponto foi outro que foi bem escrito porque não ficou muito explícito.

A forma como o Nicholas reage e age em relação a casa de Minerva me deixou um pouco desconfiada no começo, eu achei que ele não ia aceitar muito bem e ia entregar a Isabel, mas como todo livro de romance tem que existir algum tipo de clichê, ele sabe que está apaixonado por Isabel e por isso quer ajudar Isabel da melhor forma possível. A forma que Isabel trabalha suas inseguranças e medos foi bem desenvolvido e foi o que mais me fez gostar dela.

Só achei que o final poderia ter mais um capítulo, o final para mim teve uma certa pressa em acabar. Gostei muito do livro e já estou ansiosa para o terceiro livro da série.

Karol Rodrigues

Pisciana, 21 anos, estudante. Viciada em livros, series, filmes e HQ's. "O bacana de queimar pontes é que você é obrigado a andar para frente." Carstens, Frederico.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *