[RESENHA] Anna vestida de sangue, Kendare Blake

anna-vestida-de-sangue

Ano: 2016
Páginas: 252
Língua: Português
Editora:Verus
Preço Médio: 27,90

Sinopse: Cas Lowood herdou uma vocação incomum: ele caça e mata os mortos. Seu pai fazia o mesmo antes dele, até ser barbaramente assassinado por um dos fantasmas que perseguia. Agora, armado com o misterioso punhal de seu pai, Cas viaja pelo país com sua mãe bruxa e seu gato farejador de espíritos. Juntos eles vão atrás de lendas e folclores locais, tentando rastrear os sanguinários fantasmas e afastar distrações, como amigos e o futuro.
Quando eles chegam a uma nova cidade em busca do fantasma que os habitantes locais chamam de Anna Vestida de Sangue, Cas espera o de sempre: perseguir, caçar, matar. Mas o que ele encontra é uma garota envolta em maldições e fúria, um espírito fascinante, como ele nunca viu. Ela ainda usa o vestido com que estava no dia em que foi brutalmente assassinada, em 1958: branco, manchado de vermelho e pingando sangue. Desde então, Anna matou todas as pessoas que ousaram entrar na casa vitoriana que ela habita. Mas, por alguma razão, ela poupou a vida de Cas.
Agora ele precisa desvendar diversos mistérios, entre eles: Por que Anna é tão diferente de todos os outros fantasmas que Cas já perseguiu? E o que o faz arriscar a própria vida para tentar falar com ela novamente?

Divertido e cheio de bons diálogos, Anna vestida de sangue me surpreendeu bastante.

Adoto literatura juvenil e graças aos diretos comprados para virar filme, fiquei ainda mais curiosa para conhecer a trama fantasmagórica.

O livro conta a história do Cas, que é um caçador de fantasmas. Não de uma forma leve como os caça-fantasmas. Ele é bruto e cruel, um excelente caçador e vive disso.  Caçar fantasmas faz parte de seu DNA e ele também faz isso assumindo o legado de seu pai, que foi morto de forma trágica.

Cas tem uma mãe que é bruxa, um gato que sente o cheiro de fantasmas e uma missão: acabar com a fantasma que mata todos que entram em seu lar. Anna é uma figura sombria, tem seu vestido banhado de sangue, cabelo muito preto e tem uma razão para tomar esse tipo de atitude.
O que é bastante obvio – que Cas e Anna vão desenvolver um laço – podia ser retratado de forma banal, mas é bem construído. Não ache que o livro vai ficar apenas em um tom de romance ou com passagens divertidas: existe muita aventura ao longo das páginas e um final de tirar o fôlego.

Realmente me surpreendi com os diálogos, que são muitos ao longo do livro que por sinal você lê em uma tacada só. É uma leitura leve e a autora tem uma escrita muito fluida. Sobre ter mais livros vindo por aí, pode ficar com o coração tranquilo. O arco do primeiro volume é bem trabalhado e fechado. O que acontece é que… bem, não vou dar spoilers, mas adorei a forma como o novo arco surgiu.

Já quero ler o próximo.

[RESENHA] A garota do calendário, Audrey Carlan – Versão nacional pela Verus Editora

calenn

Ano: 2016
Páginas: 144
Língua: Português
Editora: Verus
Preço Médio: 19,90

Sinopse: Ela precisava de dinheiro. E nem sabia que gostava tanto de sexo. O fenômeno editorial do ano e best-seller do New York Times, USA Today e Wall Street Journal
Mia Saunders precisa de dinheiro. Muito dinheiro. Ela tem um ano para pagar o agiota que está ameaçando a vida de seu pai por causa de uma dívida de jogo. Um milhão de dólares, para ser mais exato.
A missão de Mia é simples: trabalhar como acompanhante de luxo na empresa de sua tia e pagar mensalmente a dívida. Um mês em uma nova cidade com um homem rico, com quem ela não precisa transar se não quiser? Dinheiro fácil.
Parte do plano é manter o seu coração selado e os olhos na recompensa. Ao menos era assim que deveria ser…
Em janeiro, Mia vai conhecer Wes, um roteirista de Malibu que vai deixá-la em êxtase. Com seus olhos verdes e físico de surfista, Wes promete a ela noites de sexo inesquecível — desde que ela não se apaixone por ele.

Vocês já sabem que eu tive a oportunidade – leia-se, tive que matar a minha curiosidade!!! Já não aguentava mais as gringas morrendo por conta dos livros! – de ler os três primeiros livros da série A Garota do Calendário em inglês. Com uma promoção no kindle não pensei duas vezes e comprei. Se você quiser ver a resenha sem spoiler dos três primeiros livros você pode assistir o meu vídeo:

 

Mas, se você estiver aberto a saber mais sobre a série e também não tiver problemas com possíveis spoilers, vamos seguir em frente!

A Verus escolheu vários blogueiros para receber a prova do livro e já tenho que começar elogiando a tradução. Ficou excelente e da mesma forma como quando li em inglês, a leitura fluiu super bem. No primeiro livro, vamos acompanhar a Mia e a forma como ela acabou se transformando em uma acompanhante de luxo. Sabendo que a série tem mais 11 livros pela frente, a autora conseguiu fazer algo extremamente importante: prender o leitor dosando bem as informações. Sim, a trama de virar acompanhante de luxo para quitar a divida do pai pode soar absurda, mas funciona. Conhecemos a Mia na dose certa, pois uma das coisas mais interessantes que a autora faz é traçar como a Mia está se descobrindo. Como o caminho dela ainda é longo e quem sabe, não será apenas durante estes 12 meses que ela vai se descobrir por completo.

13312788_1130475510336535_7364277405443914195_n

As capas estão maravilhosas <3 

Outra coisa mega interessante é como ela constrói o relacionamento da Mia com seu primeiro cliente, o Wes. Ele é um roteirista famoso e tem seus próprios problemas. Ele contrata a Mia para ser sua acompanhante, para se safar durantes as festas da industria. Como acompanhante, a Mia não precisa fazer sexo com seus clientes. Obviamente ela recebe um dinheiro a mais por isso, mas ela não consegue fazer apenas por fazer. Ela sempre se relacionou com homens pelos quais teve sentimentos, e por mais que o Wes seja maravilhoso, não quer fazer por fazer. É claro que rola muito sexo no livro, mas a forma como a intimidade deles é construída é muito legal. A química deles também é algo incrível! Ou seja, antes mesmo de acabar o livro, você fica sofrendo por shippar o casal.

Retomando o que já falei na resenha, a autora consegue trabalhar muito bem dosando as informações e isso, em alguns momentos nos leva a loucura. Em especial, no final do primeiro volume. Fica aquela curiosidade de saber como vai ser o atendimento dos próximos clientes, como vai ficar o coração dela, a mente dela. É claro que já sei o que acontece em seguida, mas só sei por saber que é difícil de largar os livros. Por mais que você se apaixone pelo Wes, precisa saber como tudo vai se desenvolver dali pra frente.  Sim, pré-para! o coração, pois ainda tem muita coisa por vir… não vou falar mais nada rsrsrs

Eu ia ler mais alguns volumes em inglês mesmo, mas durante o Mochilão da Record ficou claro que todos os livros vão ser publicados aqui no Brasil até o final do ano e o preço também vai ser bem convidativo. Ou seja né? Em breve a coleção vai ocupar alguma parte da minha sala, já que na minha estante não cabe mais nada! rsrsrsrs Agora em junho saem os dois livros Janeiro e Fevereiro, e assim como os demais, o valor de cada livro é de 19,90. A Saraiva mesmo criou uma página especial para a venda da série e está deslumbrante. Assim que terminarem de ler, pelo amor de deus, venha trocar figurinhas comigo! <3 E das capas, qual a sua favorita? Sou suspeita para falar, mas a de Janeiro é <3 <3 <3 Não vejo a hora de ter o meu logo!

saraiva calendar

[resenha] mentira perfeita, carina rissi

MENTIRA-PERFEITA

Ano: 2016
Páginas: 462
Língua: Português
Editora: Verus
Preço Médio: 29,90

Sinopse: Com Mentira Perfeita, Carina Rissi prova mais uma vez que o seu forte é contar boas histórias, com ritmo acelerado e repletas de paixão, humor e reviravoltas. Júlia não tem tempo para distrações. Ela é brilhante e sempre se esforça para ser a melhor naquilo que faz; por essa razão, sua vida pessoal acabou ficando de lado. Algo que sempre preocupou sua tia Berenice. Gravemente doente, a mulher teme que Júlia acabe completamente sozinha quando ela se for. Júlia faria qualquer coisa qualquer coisa mesmo! por tia Berê e, em seu desespero para agradar a única mãe que já conheceu, inventa um noivo enquanto torce por um milagre… E então o milagre acontece: Berenice se recupera e, assim que deixa o hospital, gasta todas as suas economias com o casamento dos sonhos para a sobrinha. Como Júlia pode contar a ela que mentiu, com a saúde da tia ainda tão frágil? É quando Júlia conhece Marcus Cassani. Ele é irritantemente cínico, mulherengo e lindo de um jeito que a deixa desconfortável. Marcus também está enfrentando problemas, e um acordo entre eles parece ser a solução. Tudo o que Júlia sabe é que deveria se afastar de Marcus. Mas seu coração tem uma ideia muito diferente… Mentira Perfeita é um spin-off de Procura-se Um Marido, uma história que se passa no mesmo universo da primeira. Aqui você vai conhecer novos personagens inesquecíveis, além de rever aqueles que já moram no seu coração.

 

Já vou começar pelos dois defeitos do livro: 1 a letra dele é muito pequena. 2 você vai ler ele rapidinho! E aí ele vai acabar e como tudo da Carina, você vai ficar chupando dedo e querendo muito mais. Como lidar?

Deixa eu contar uma coisa pra vocês: Eu não li procura-se um marido. E fiquei bem feliz de saber que Mentira perfeita podia ser lido mesmo assim. Acredito que para quem leu, talvez sinta diferença. Quem não leu, com toda certeza está como eu: doida pra ler.

Júlia e Marcus estão fingindo ter um relacionamento para se safar de eventuais problemas. E cara, para quem ama muito os avós, tem uma relação de apego com eles, ou com outro parente mais velho, com toda certeza vai se identificar com a Júlia. Tá certo que no caso da Júlia é a tia, mas quanto mais eu ia me envolvendo com a leitura, mais eu meio que me via ali. Naquela situação. E me lembrava das alegrias que surgiam quando meu casamento ocupava boa parte das pautas da minha avó hahaha. Sim, isso mesmo. A Júlia resolve dizer para a tia que tem um noivo e ela prontamente já está arrumando a mesa de docinhos. O Marcus, que também entra nessa para se livrar dos próprios problemas, vê em Júlia uma oportunidade de também ter autonomia. Ele é cadeirante e obviamente sua família tem muito cuidado com ele. Juntos eles vão formar um casal inusitado, mas cara, funciona tão bem. O que de inicio é só um escape, ao longo do livro vai se tornando algo tão lindo!

O amor está por toda parte do livro: amor de família, amor de casal, amor de amigos. A Carina não deixou a desejar mais uma vez, escrevendo um livro super emocionante e muito, muito divertido. Obviamente não vamos dar spoilers, mas como já era de se esperar, a mentira desse casal é perfeita! Mesmo que a perfeição que eles imaginavam que alcançariam fosse outra.

Meu Mentira Perfeita já está devidamente separado para a pilha de – livros que preciso pegar meu autografo na bienal. hehehe

XoXo

[Resenha] Beleza Perdida – Amy Harmon

beleza

Ano: 2015
Páginas: 336
Língua: Português
Editora: Verus
Preço Médio: 32,90

Sinopse: Ambrose Young é lindo — alto e musculoso, com cabelos que chegam aos ombros e olhos penetrantes. O tipo de beleza que poderia figurar na capa de um romance, e Fern Taylor saberia, pois devora esse tipo de livro desde os treze anos. Mas, por ele ser tão bonito, Fern nunca imaginou que poderia ter Ambrose… até tudo na vida dele mudar.

Beleza perdida é a história de uma cidadezinha onde cinco jovens vão para a guerra e apenas um retorna. É uma história sobre perdas — perda coletiva, perda individual, perda da beleza, perda de vidas, perda de identidade, mas também ganhos incalculáveis. É um conto sobre o amor inabalável de uma garota por um guerreiro ferido.

Este é um livro profundo e emocionante sobre a amizade que supera a tristeza, sobre o heroísmo que desafia as definições comuns, além de uma releitura moderna de A Bela e a Fera, que nos faz descobrir que há tanto beleza quanto ferocidade em todos nós.

Mesmo este livro me fazendo chorar, terminei sua leitura com um sorriso no rosto e uma gratidão em meu coração.

De todos os contos de fadas o meu preferido é A Bela E A Fera, e logo que vi a sinopse deste livro, desejei ele loucamente, mas uma parte de mim tinha medo. E esse medo era por imaginar que esse livro ou iria me fazer chorar horrores, ou ele iria destruir um dos clássicos mais fantástico que conheço (como já vi tantas adaptações fazerem). Mas não podia estar mais enganada, ta certo, eu chorei, mas ao mesmo tempo ele encheu meu coração de ternura.

É uma releitura moderna desse clássico infantil, que aborda temas importantes de forma casual, que fala sobre perdas e nos faz sentir mais leves. Conta a história de uma menina que se apaixona pelo garoto mais popular e bonito de sua escola, e que nunca tinha olhado para ela, mas as coisas mudam quando ele vai para a guerra com seus amigos, e após sua volta para casa, tudo mudou, ela não é mais a menina de aparelhos desajeitada, e ele não é mais o que costumava ser, muitas coisas em sua vida foram perdidas e ele precisará aprender a conviver com isso.

“Você lê romances de sacanagem e cita a Bíblia. Não tenho certeza se consigo entender qual é a sua.”

As vezes eu tenho a impressão que nem todos os autores sabem finalizar seus livros, como por exemplo, livros que terminam de uma forma apelativa para tornar o livro emocionante, já outros colocam um final feliz e deixam tudo água com açúcar. E no meio de tanta destruição, a vezes, tudo que nós queremos é um final que encha nossos corações de alegria e nos emocione sem a necessidade de destruí-lo. E é encantador a forma que a autora consegue fazer isso.

“Talvez os milagres que vemos sejam apenas a ponta do iceberg. E talvez a gente apenas não reconheça as bênçãos que resultam de coisas terríveis.”

De forma bem delicada ela vai nos conectando com a nossa fé, independente de religião, com frases inspiradoras e nos ensinando a saborear a vida.

O livro traz muitos questionamentos e respostas, e deixa a leitura muito gostosa e fluída.

Um dos principais assuntos do livro, como já deve dar para perceber pelo título, é a influência que a beleza tem sobre nossas vidas. Como nos atraímos a ela. E muitas vezes se deixa de olhar o principal, seu conteúdo.

Quantas meninas ou meninos não crescem se achando feios, com uma autoestima baixa, e isso influência por toda sua vida, nas suas decisões e na forma como enxergam o mundo.

Precisamos nos desprender desse esteriótipo. Dessa beleza “perfeita”. O que importa é como nos sentimos e de como somos capazes de enxergar a beleza, pois se olhar bem, existem vários tipos dela. E aí, você é capaz de ver beleza por onde passa?

Esse com toda certeza entrou para minha lista de favoritos (que por sinal só faz crescer hahaha).

Leiam, leiam e leiam.

[RESENHA] O livro de marcar filmes + fotos

IMG_5884

Já sou apaixonada pelo meu livro de marcar livros, então quando vi o livro de marcar filmes… já viu né? hehehe tive que ter um para mim. Eu adorei que ele seja tão completo. Quais seus filmes favoritos? Você já assistiu os vencedores dos principais festivais de cinema do mundo? E dos diretores nomeados e citados no livro, qual o seu favorito? Não é nenhum deles? Não tem problema, você pode colocar o seu por lá.

Achei essa edição ainda mais completa que a de marcar livros, tem até os hits mais famosos dos filmes! haha! Mas ao mesmo tempo que a edição é mais completa, tem menos espaço para preencher com suas opções e experiencias do que o de marcar livros. E levando em consideração que eu assisto tantos filmes quanto livros todos os anos… Na verdade acabo vendo até mais filmes, graças ao Netflix… ai, ai, ai… já vi que se eu me comprometer a preencher para valer, talvez tenha que ficar com 2 por ano! hahaha

Fica aí algumas fotos dessas gracinha! <3 Já tem o seu? Vamos trocar figurinhas?

IMG_5876

IMG_5877

IMG_5878

IMG_5879

IMG_5880

IMG_5881

IMG_5882

IMG_5883

IMG_5875

 

 

[RESENHA] Onde está você, Tammara Webber

onde está você série entrelinhas tammara webber

Ano: 2016
Páginas: 307
Língua: Português
Editora: Verus
Preço Médio: 29,90

Sinopse: Quando conheceu Emma Pierce no set de filmagem de seu último longa-metragem, Graham Douglas ficou imediatamente encantado, mas Emma era o objeto de desejo do superastro Reid Alexander. Graham fez o possível para não se apaixonar por ela, até que um encontro em Nova York dá a ele mais uma chance, e dessa vez ele decide arriscar. Emma sacrificou uma carreira promissora em Hollywood para levar uma vida comum. Ela acreditava já ter superado o que sentia pelos dois caras que disputavam seu coração na filmagem de seu último trabalho, até que o destino coloca Emma em uma cafeteria no meio de Manhattan com aquele de quem ela ainda sente saudade. Brooke Cameron sobreviveu aos três meses no set de filmagem com seu belo e arrogante ex-namorado, o garoto de ouro de Hollywood. Mais velha e sábia, ela agora pôs os olhos em Graham, um grande amigo, e só há uma coisa em seu caminho: Emma, a garota que ele não consegue esquecer. Reid Alexander é capaz de resumir a própria vida em uma única palavra: tédio. Ele não tem muito o que fazer além de entrevistas, sessões de fotos e o lançamento de seu último filme. Em busca de diversão, a última coisa que ele espera é se juntar à sua ressentida ex-namorada para atingir um objetivo comum: separar Graham e Emma. O jogo começou.

Onde está você é divertidíssimo. Sim, eu estou bem feliz em acompanhar esse trabalho da Tammara Webber! Como comentei na resenha de Entrelinhas – clique aqui para ler – nosso começo não foi muito bom, com Easy, mas com essa série, gente! Que delicia!

Confesso que não tinha compreendido muito bem a razão de ser uma trilogia, mas este segundo livro conseguiu engatar bem com o final do primeiro.

Em Onde está você, temos os pontos de vista da Emma, do Reid, da Brook e do… GRAHAM! hehehe vocês não imaginam a minha felicidade de abrir o livro e já dar de cara com o pov dele.

A produção do filme acabou e Emma, no lugar de continuar deslumbrada com a atenção de Reid, está com o coração partido. E dividido também. Apesar de nutrir sentimentos pro Graham, ela sabe que algo os impede. O filme está em pós produção e ela opta por levar uma vida comum e começa a procurar por uma universidade. É assim que o destino vai brincar com seu coração – e o meu hahaha – fazendo com que ela eo Graham se esbarrem e daí, conversem e optem por ficar juntos.
Reid e Brook obviamente não estão nem um pouco felizes com isso, e é muito legal ver os povs deles ao longo do livro. Nada fica em aberto. Compreendemos muito bem o que eles planejam. E Book, devo dizer que se saiu pior que o Reid nesse volume. Pensei que a babaquice dele fosse me irritar bastante, mas apesar da melhora, a Booke conseguiu o posto de personagem chata e desnecessária. Pensei que, depois de tudo o que rola no primeiro volume, que ela iria ter uma evolução, mas infelizmente acontece o inverso.

Graham tem meu coração. Não tem como não me apaixonar por ele ainda mais nesse volume, ainda mais por tudo o que ele passa junto com a Emma quando a produção para venda do filme começa. Como se não bastasse tudo o que eles tem que passar por resolverem ficar juntos, os produtores e o estúdio solicitam que a Emma e o Reid finjam estar completamente apaixonados para poder ajudar na venda do filme.

Daí vocês já tiram tudo o que vai acontecer, não é mesmo?

Onde está você é uma leitura leve, divertida e mais uma vez me deixou super satisfeita passar algum tempo com esses personagens, lembrar dos shippers da vida real e tudo mais. É leitura de uma sentada, de um domingo regado por preguiça que vai se tornar divertido.

XoXo

[RESENHA] Entrelinhas, Tammara Webber

ccc486af-a4b1-4f34-a076-c3d89d3577e4

 

ISBN: 13: 9788576863861

Ano: 2015

Páginas: 347

Língua: Português

Editora: Verus

Preço Médio: R$ 25,90

 

 

Sinopse:  Reid Alexander, um dos jovens atores mais bem pagos da atualidade, está acostumado a conseguir o que quer – e o que ele quer agora é Emma Pierce, a atriz novata que vai fazer par romântico com ele no próximo filme. Os astros parecem estar se alinhando para realizar o seu desejo, até que ele se vê diante de dois obstáculos inesperados: uma ex-namorada ressentida e um rival que vai disputar o coração de Emma. Emma Pierce acaba de receber uma oportunidade de ouro após anos atuando em comerciais e filmes para TV. Fazer o papel principal em um filme de grande orçamento, contracenando com o lindo Reid Alexander, deveria ser a realização de um sonho. Mas o coração de Emma esconde uma fantasia secreta: ela quer ser uma garota normal. Entrelinhas é o primeiro volume da série homônima de Tammara Webber, autora que já conquistou os leitores brasileiros com livros como Easy e Breakable. Embarque em mais esta história arrebatadora, que vai deixar você querendo muito mais.

Quem me conhece já sabe que eu tive um inicio complicado com a Tamara Webber. Easy foi um daqueles livros que vi o mundo inteiro esbanjando amor, mas na hora do vamos ver… eu o detestei.

Águas passadas, ganhei Entrelinhas na turnê na Record aqui em Recife e confesso que estava bem apreensiva para ler. Mas como o pessoal da Record adiantou: é jovem, é leve… E de fato é. Pronto, agora estou super de bem com a autora.

Entrelinhas é o primeiro volume de uma trilogia e é juvenil e divertido. Fácil de se identificar com os personagens, uma história que não tem lá muita novidade, mas faz você rir e o tempo passar sem que você nem sinta. É cheio de clichês também, vale adiantar, mas nada que tenha me incomodado de fato.

Os personagens principais são a Emma e o Reid e logo nos primeiros capítulos você já sente que a química entre os dois é forte. A Emma passa por uma pequena evolução ao longo do livro, algo que me agradou bastante. Ela vive uma relação muito delicada com seu pai, mas cresce aos poucos.  O Reid… bem, garoto, vamos ter que trabalhar bastante para que me conquiste de fato, enh? É aquele típico personagem que passa o rodo, é o gostosão, como a gente brinca aqui no Nordeste, se acha o verdadeiro bonitão das tapiocas. Ou como talvez vocês devam conhecer: se acha a última Coca-Cola do deserto. É um personagem que tem tudo para que você deteste, mesmo sabendo que em algum momento vai rolar uma redençãozinha.

Como eu disse, o livro é cheio de clichês e é contado por dois pontos de vista o que em determinado ponto fiquei pensando se não seria mais justo se a gente tivesse mais um, o do Graham. Ele é um personagem fácil de gostar. Que tem muito o que dizer também. E que faz acontecer, digamos assim. Não, eu não vou dizer mais que isso.

Algo que me peguei – e uma amiga que também leu falou comigo sobre isso, a Pri do blog Feed your head – o tempo todo pensando também foi se a Tammara Webber se inspirou em certos casais por aí. Mais precisamente, rasgo a seda mesmo e tenho vontade de gritar: A Tammara Webber era Robsten Shipper!!!! Kkkkk Sério, se você shipou ou acompanhou um mínimo que seja dos dois quando ainda estavam juntos, ao ler esse livro vai entender o que estou falando. São fatos parecidos demais.

No mais, o que realmente mais me divertiu foi acompanhar a tal adaptação moderna de Orgulho e Preconceito. Isso obviamente me lembrou muito das releituras de Emma, que no caso é o As Patricinhas de Beverly Hills e de A Megera Domada, de Shakespeare, com 10 coisas que odeio em você.

Gostei bastante da tradução, deu para sentir que rolou uma boa adaptação de algumas palavras e a diagramação e coloração da página estão maravilhosas. Ou seja: para acabar com uma tarde de tédio, Entrelinhas se torna uma ótima opção.

XoXo