[resenha] encrenca, non pratt

91R7LLnMwTL

Ano: 2016
Páginas: 307
Língua: Português
Editora: Verus
Preço Médio: 29,90

Sinopse: Quando o colégio inteiro descobre que Hannah Sheppard está grávida, ela tem um verdadeiro colapso. E quem está ao seu lado é Aaron Tyler, um aluno novo e o único garoto que não parece ter segundas intenções em relação a ela. Desejando compensar seus erros do passado, Aaron toma uma difícil decisão: ele se oferece para fingir ser o pai do bebê. E, temendo revelar quem é o verdadeiro pai, Hannah aceita.
Encrenca é a história de dois jovens que estendem a mão um para o outro quando todas as demais pessoas parecem lhes dar as costas. Em um período marcado por perdas, arrependimentos e esperança, os dois vão descobrir que nada se compara a encontrar o seu primeiro melhor amigo de verdade.
Este livro inteligente, por vezes comovente, por vezes engraçado, mostra que crescer pode ser complicado, mas é assim que se descobre o que realmente importa na vida
Encrenca é o livro que caiu super bem. Quando vi que ele estava disponivel para solicitação, não pensei duas vezes depois de ler a sinopse: é algo bem leve e divertido como venho precisando!

Só quem passou pela adolescencia vai rir ainda mais com esse livro. Não que ele seja de fato um livro humoristico, mas é muito interessante como Non Pratt trabalha com sinceridade seus personagens. E ser adolescente não é facil. Não, não é apenas um drama não. É complicado mesmo. Passamos por diversas situações cheios de intensidade e meu jesus cristinho, como a gente costuma se lascar pra valer, justamente por isso.

É com essa honestidade que vamos conhecer a Hannah e o Aron. A Hannah é a abelha rainha. Aos 15 anos é mega popular, tem amigos, vive em festas até que descobre que está grávida. Uma criança mimada e um tanto birrenta vai colocar outra no mundo. O pior é que, além de estar grávida tão nova, ela não pode dizer quem é o pai e vai perder todos ao seu redor. Bem… não todos. O ponto alto do livro é o amadurecimento da Hannah, sem duvida nenhuma. E, enquanto a gente acompanha o amadurecimento da Hannah, a história também vai amadurecendo. É como se a história fosse mesmo um adolescente. Começa um tanto clichê, um tanto boba, mas vai amadurecendo, se tornando mais palpavel e menos comica. O Aron, por mais fofo que seja, não me cativou. 🙁

Sem duvidas é uma leitura para um momento de preguiça, um domingão. Uma leitura divertida como previsto, que me salvou de um tedioso dia de chuva.

XoXo