Entrevista com a autora Dayana Araújo #NovembroNacional

dayana foto

 

1 – Se apresente para nossos leitores! Conte um pouco mais sobre você!

Olá, leitores do dois dedos de bagunça! Me chamo Dayana Araújo. Tenho 22 anos e sou de Recife. Sou escritora publicada há dois anos. Adoro literatura. Sem ela não seria a pessoa que sou hoje. Vivo entre o mundo real e o da minha imaginação. Adoro assistir séries dos mais variados gêneros. Amo chick lits e livros com mistério e suspense.

2 – Quando foi que começou a escrever? Quais as suas inspirações, o que te levou a escrever?

Escrevo desde dos quatorze anos. Comecei por motivos de uma doença. Queria esquecer as coisas ruins que estavam acontecendo comigo e desabafei nas letras tudo que sentia. Foi terapêutico e motivador, pois até então, não sabia o que queria fazer da vida e foi nesse momento que descobri.

A minha maior inspiração foi a irlandesa, Marina Keyes. O primeiro contato que tive com os livros dela me abriram a mente para o mundo da literatura feminina, até então, não lida por mim. As histórias eram tão sinceras, espontâneas, que parei de ter medo de mostrar as pessoas o que escrevia. Meus personagens eram tão errados, imperfeitos que achei que não mereciam ser publicados. Foi por causa dela que percebi que temos que ser verdadeiros com quem irá ler e com os personagens da história.

3 – Qual foi o seu primeiro meio de publicação? Sites como fanfiction/wattpad, blogs, redes sociais, publicação digital em plataformas de ebooks ou foi direto para a publicação tradicional? Conte um pouco sobre a sua escolha/trajetória pra gente. 

Minha primeira publicação foi no Wattpad. Coloquei alguns capítulos de degustação do meu primeiro livro: A garota do ônibus e publiquei alguns contos lá. Foi bem legal e motivador, visto que algumas pessoas que leram se tornaram amigos nas redes sociais e acompanham meu trabalho até hoje. Em seguida, publiquei  meu primeiro livro por uma editora por demanda.  Hoje sou independente.

4 – Conte um pouco mais sobre o seu estilo de escrita.

Meu estilo varia muito. Depende do gênero que estou escrevendo. Quando escrevo meus chick lits gosto de narrativas ágeis, escrita em primeira pessoa e muitos dialógos. Quando escrevo livros de terror, suspense, opto em terceira pessoa, uma narrativa densa e focada mais no psicológico dos personagens.

5 – Livro físico e livro digital. Conte um pouco sobre a sua experiência com as duas modalidades de publicação.

Bem, o livro físico sempre vai ser meu queridinho. Porque é tão bom você autografar, ter ele na sua estande, poder ir as feiras e apresentar as pessoas; porém é o que mais gasta e dá mais trabalho. Ás vezes ocorre problemas com correios, gráficas e você acaba não recebendo e seu leitor fica sem. Já o digital, os custos são bem menores, o resultado é mais rápido e alcance também. Não tem correios, gráficas, o livro vai direto para o leitor. Mas tem sempre aqueles que têm preconceito e acabam não valorizando e achando que por ser digital, ele é inferior. E esse é o lado negativo.

A-garota-do-ônibus

6 – Conte um pouco sobre o seu lançamento.

Bom, eu não tenho lançamentos, porém posso falar do livro que tenho publicado, A garota do ônibus. É uma história popular, com personagens caricatos da nossa cultura Pernambucana: A barraqueira. O cobrador paquerador. O motorista amigo de todo mundo. A galera que faz bagunça no busão. Os cantores e músicas da nossa cidade. A história é centrada em personagens comuns, que facilmente podemos encontrar no nosso dia a dia. E mostra a relação de amizade que pode surgir em uma simples viagem de ônibus para seu trabalho.

7 – O que você está achando do mercado literário nacional?

Estou achando bem produtivo. Hoje as editoras estão mais abertas aos autores e as plataformas digitais estão permitindo que todos realizem seus sonhos de serem publicados.

8 – Em uma linha, convença o leitor a dar uma chance ao seu livro:

Para aqueles que vivem com simplicidade e gostam diversão, vamos embarcar nessa viagem?

9 – Conte um pouco sobre seus próximos projetos.

Essa é  a melhor parte! Tenho muitos! 2016 será um ano recheado de livros meus. Irei lançar um chick lit no começo do ano que vem. A história se passa em Recife e narra a vida de uma garota super azarada com tudo na vida e que no meio de toda bagunça vive em busca da felicidade que pode estar bem a frente de seus olhos.

Também tenho um livro de contos sobrenaturais que envolvem bruxas e lendas urbanas, que acho que irei lançar no Halloween do ano que vem. Na metade do ano também pretendo lançar alguns contos teens e um livro de suspense. ( vamos ver se consigo! rs)

10 – Onde o leitor do blog pode te encontrar? Coloque todos os links aqui! Facebook, instagram, twitter..

Gostaria de agradecer a oportunidade e o espaço. Gosto muito do blog de vocês. É uma honra poder estar aqui. Sou uma fã =D <3

Bom, podem me encontrar:

Facebook: Dayana Araújo

Instagram: dayanaskaraujo

Twitter: escritoradayana

Snapchat: escritoradayana