RESENHA: JULIETA, Pedro Almodóvar

bacab-12940672_1705272686379921_1793062303_n

Lançamento 07/07/2016
Direção: Pedro Almodóvar 

Elenco: Inma Cuesta, Adriana Ugarte, Emma Suárez e mais.

Sinopse: Julieta – Julieta (Emma Suárez/Adriana Ugarte) é uma mulher de meia idade que está prestes a se mudar de Madri para Portugal, para acompanhar seu namorado Lorenzo (Dario Grandinetti). Entretanto, um encontro fortuito na rua com Beatriz (Michelle Jenner), uma antiga amiga de sua filha Antía (Blanca Parés), faz com que Julieta repentinamente desista da mudança. Ela resolve se mudar para o antigo prédio em que vivia, também em Madri, e lá começa a escrever uma carta para a filha relembrando o passado entre as duas.

Em Julieta temos um trabalho de produção, produção de arte e design de produção incríveis. A trilha sonora consegue acompanhar bem o que ocorre em tela e transmitir angustia, raiva e felicidade para o espectador.

Na realidade, toda a parte técnica do filme é impecável. A fotografia merece destaque e as locações escolhidas para rodar o filme são maravilhosas e trazem bastante bagagem para o que ocorre em cada cena. O filme também conta com um elenco muito bom, destacando, claro, Adriana Ugarte que faz Julieta jovem e Emma Suárez, que interpreta Julieta mais velha. O trabalho de ambas é muito bom mostrando as dores e os amores de Julieta.

O que me decepcionou no filme, foi o roteiro. Além das falhas mais simples como excesso de narração e grandes sequencias de ação, ele se torna fraco, não justificando totalmente as ações de alguns personagens. Fica claro que o que querem é destacar o sofrimento da protagonista, a dor de ser uma mãe que sofre com o afastamento da filha, mas é um roteiro que peca por querer que a personagem sofra em diferentes momentos. O que seria o mais interessante a ser explorado, ocorre praticamente no final do filme, e se perde. por uma situação já esperada. Não existe surpresa, não existe alívio. Na realidade, pode causar raiva ao espectador.

Apesar dos problemas com o roteiro, o filme grita Almodóvar, com as cores fortes – o vermelho vibrante, do inicio ao fim se destacando em tela – e personagens femininas sempre em destaque. Para quem, assim como eu, curte o trabalho do diretor, ou, caso seja amante de cinema de arte, com toda certeza não pode perder a oportunidade de assistir o filme.

XoXo

Mirela Paes

Escritora de final de semana. Viciada em livros, filmes e séries. No twitter só fala bobagem o dia todo e é completamente apaixonada por cachorros.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *