CHEGA DE MIMIMI LITERÁRIO! – Mi #2DB

É isso aí meu povo. Bora ser feliz! Eu fiquei realmente muito chateada com o comentário da Sra Rocha. Em especial, por admirar o trabalho dela. Amo ler! Amo, amo amo! E eu amaria ter tido mais experiencias com literatura YA quando mais novinha. Acredito que seria sensacional. Que me daria base também.

Preconceito literário rola por toda parte. Preconceito, num geral, rola por toda parte e vamos combinar? É uma merda! Mas já que o papo aqui é sobre literatura, acho muito triste quando vejo alguém fazendo menos de algum leitor por ele gostar mais de YA, como detesto ver gente de mimimi pq fulano só curte livro clássico/rebuscado. Cara, o mercado está abrindo as portas para cada vez mais e mais gêneros, sub-gêneros e também autores. Sim, rola a moda, um gênero estoura. Mas como tudo na vida, vai ter o bom e o ruim. O mais ou menos… O que vai fazer sucesso e o que será indie… Só fico triste vendo esse tipo de mimimi.

Mimimi do qual costumo ver entre amigos da minha faixa etária e PRINCIPALMENTE de educadores e pais. Dos adultos que poderiam estar ajudando a formar mais e mais leitores, mas acabam podando tanto, que criam traumatizados, quadrados… Cara! Parem de pensar que adolescentes são incapazes! Não só os da ficção! Vamos melhorar isso aí e desenvolver cada vez mais formadores de opinião e pensadores.

Acho triste demais ver um fã agir de maneira afetada quando alguém fala mal do que ele gosta. Ser fã não te impede de pesar, de analisar o que curte. Ser fã não significa ser babaca ou intolerante. Migo, ninguém é obrigado a gostar das mesmas coisas que você, e não curtir na mesma intensidade, não o diminui.

Uma das coisas que mais curto é que desde o surgimento da internet e com a ajuda de nosso querido e escanteado mIRC eu poderia ter dito BBS, mas aí vocês iam me chamar de TiaVeia se tornou ainda mais simples encontrar pessoas com o mesmo interesse que o seu. Encontrar pessoas com gostos diferentes. Pessoas dispostas a conversar, a debater… Dispostas a entender que o seu gosto pode não ser o dela e ainda assim, todo mundo viver me paz. Saí da zona de conforto! Vai ser feliz!

Como disse no vídeo, sou totalmente contra o pensamento de que leitura ruim é apenas ruim. Não. Uma leitura ruim pode ensinar muita coisa pra gente! Ou no mínimo, pode nos ensinar a não comprar livro daquele autor. Vale bater um papo sobre o motivo de não ter gostado de algo? Claro! Mas não vale ficar morrendo por isso. O mundo é grande. O número de autores e livros diferentes daquele que foi ruim e te trouxe uma experiencia é enorme.

Quem topa ser mais feliz e livre de mimimi literário? rsrsrs

xoxo

Mirela Paes

Escritora de final de semana. Viciada em livros, filmes e séries. No twitter só fala bobagem o dia todo e é completamente apaixonada por cachorros.

6 Comments

  1. Aiai, concordo plenamente com você, detesto esses mimimis, principalmente se tratando de modinha, eu mesma sou muito fã de várias séries, mas nem por isso saio xingando todo mundo que fala mal. As pessoas perdem a noção do bom senso e do respeito e quando chega a esse nível também me intristece. Parece que todos querem ser os donos da verdade e quando alguém age de forma contrária atiram trezentas pedras. :/
    Provavelmente vai demorar para as pessoas aprenderem a respeitar umas as outras e aceitar coisas diferentes, então temos que ter paciencia…

    Beijos.

  2. Olá!
    Eu cresci lendo Ruth Rocha também, mas não me decepcionei com o que ela falou. Ela tem a opinião dela e devemos respeitar isso, sem contar que a Ruth é de outra época. Pra ser escritor naquela época, era necessário muito estudo e dedicação total para ter um livro publicado. Hoje em dia, qualquer um escreve um livro e isso nem sempre é bom. Eu já li muito livro auto publicado e é muito ruim, seja pela história ou por erros grotescos por falta da revisão de um especialista. Não estou dizendo que é o caso da Rowling, obviamente hahaha mas acho que isso é um ponto que devemos considerar antes de dizer que ela falou besteira com palavras de baixo calão (não é o seu caso, mas muitos fizeram e eu fiquei chocada). Espero que eu não seja entendida de forma errônea haha gostei do ponto do seu vídeo 🙂

    Beijos
    http://www.breakingfree.blog.br/

  3. Oi Mirela, tudo bem? Gostei muito do seu vídeo e do seu post. Bom, como todo mundo, e principalmente, como fã de Harry Potter, eu lamentei por essa declaração infeliz da Ruth Rocha, como um livro que não pode ser literatura ensinou tanta gente a tomar o gosto por ela? Enfim, não vou entrar no mérito disso, pois acho que apesar de tudo, cada um tem sua opinião, e se ela quer achar que Harry Potter não é literatura, o problema é dela.

    Quanto a esse preconceito literário é realmente péssimo. Para mim não existe isso de modinha, eu leio o que quiser e quando quiser, e gostaria que todos pensassem assim. Cada um tem seu gosto, e o que importa não é o que a pessoa está lendo, e sim que está lendo. Em um país que a deficiência de leitura já é grande, a pessoa ainda é censurada pelo que lê? Assim não dá.

    Minha opinião é que todo livro pode nos ensinar algo, e como você disse, nem que seja que você não gostou do livro do autor.

    Gostei do post!!

    Beijinhos,

    Rafaella Lima

  4. Concordo plenamente com você, onde assino? hahaha
    Essa mania que as pessoas tem de ficar regulando e menosprezando o que os outros leem é muito irritante. Não é porque não gostei de um livro ou gênero que ninguém pode gostar, né?

    As pessoas deviam ler mais e regular menos a leitura dos outros.

    Beijos

  5. Concordo plenamente que uma leitura ruim pode ensinar muita coisa pra gente <3 sempre temos algo aprender, ate com o que nao gostamos

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *